Por dentro da Doutrina Espírita com Rosaura Grespan

Conteúdo desenvolvido dentro o projeto “Segunda de Boas Notícias” – produção iMais. 

O objetivo é levar palavras de amor, união e paz para as pessoas, independentemente da religião, propagando mensagens positivas de que o momento crítico vai passar. 

Nessa edição, a expositora Rosaura Grespan, voluntária do Centro Espírita Padre Zabeu Kaffman, explicou sobre as leis que regem nosso mundo, a partir dos ensinamentos do Livro dos Espíritos, de Allan Kardec.


Transcriçáo da palestra espírita

Estamos aqui numa alegria muito grande, porque toda vez que somos chamados a falar a respeito de conteúdos doutrinários espíritas, nós nos sentimos profundamente felizes e agradecidos a Jesus por essa oportunidade.

Hoje, nós vamos falar um pouquinho com vocês a respeito de duas leis muito importantes que estão inseridas dentro do livro dos espíritos. Uma é a lei do progresso e a outra é a lei da destruição. Ambas estão na terceira parte do Livro dos Espíritos.

A lei do progresso. Todo indivíduo está fadado ao progresso assim também como todos os mundos. Todos os orbes planetários estão fadados ao progresso também.

O progresso é uma consequência óbvia, lógica e nós estamos aqui na Terra, esse orbe lindo maravilhoso, esse planeta azul que nós tanto amamos, com uma finalidade principal, que é progredir.

Deus na sua imensidão, na sua bondade, nos colocou aqui neste planeta entre tantas outras moradas que existem na casa do pai, como nos disse Jesus.

Então nós estamos aqui para o nosso aperfeiçoamento, aperfeiçoamento moral, aperfeiçoamento em todos os sentidos.

O progresso não é só moral. Seria muito bom se o progresso, ele estivesse de mãos dadas, tanto progresso moral como o progresso do indivíduo em toda a sua plenitude.

E quando eu digo isso, eu quero dizer do progresso científico e intelectual, de tudo isso que nós sabemos que é importante para que o mundo progrida.

Mas infelizmente, nós seres humanos, destarte ainda estejamos progredindo e muito nas áreas científicas, tecnológicas, de comunicação e outras tantas, ainda não conseguimos abranger o nosso progresso espiritual na sua plenitude porque ainda não conseguimos nos vermos uns aos outros como irmãos. 

Essa é a grande mensagem crística. Jesus, quando esteve aqui conosco na Terra resumiu os dez mandamentos em apenas um: amar a Deus sobre todas as coisas e o teu próximo como a ti mesmo.

Infelizmente, nós ainda deixamos nos dominar pelo orgulho e pelo egoísmo que são as grandes chagas morais dessa humanidade. Em decorrência disso nós nos complicamos espiritualmente, retardando o nosso progresso.

Mas ele virá, porque faz parte da lei natural, da lei de Deus então não tem como interromper o progresso. Nós podemos atrasá-lo, mas jamais deixaremos de progredir.

E em virtude disso, nós vamos falar um pouquinho a respeito da lei da destruição. Muita gente quando pensa em destruição, pensa que é uma coisa horrorosa, não é!? Uma coisa que causa muito medo, muito pânico, mas na verdade não é não.

E a lei da destruição é uma lei muito importante porque a lei da destruição faz com que nós renasçamos e isso é maravilhoso.

E quando nós falamos em destruição, em linhas gerais, nós estamos falando não apenas do nosso corpo, mas estamos falando do nosso orbe também, então tudo tem um início e tudo está fadado ao progresso.

Então não existe um fim, mas existem fases e entre essas está a destruição do nosso corpo físico quando nós desencarnamos ou morremos como muitos falam e nós sabemos que o nosso corpo, ele tem um fim, uma finitude. Entretanto, o nosso espírito é imortal.

E nós que acreditamos nas vidas sucessivas, ou seja, na reencarnação, nós estamos sempre voltando e esse voltar é renascer, é progresso e o nosso orbe planetário para progredir também tem que passar por esses processos.

Por isso tantos cataclismas acontecem no mundo, por isso existem também guerras que infelizmente não deveriam fazer parte, porque destruir através das guerras traz um comprometimento muito grande para o ser humano.

É um comprometimento que ele levará séculos para poder se reajustar perante as leis, claro que eu estou falando daqueles que promoveram a guerra, mas ela existe, está aí.

E nós podemos ver que essas pandemias, tudo isso que ocorre, como esta pandemia do Covid-19, que está assustando tanta gente, faz parte do nosso progresso e isso está no plano de Deus.

Poderia ser diferente!? “Nossa, Deus, como pode fazer isso com a humanidade? Deus não fez isso com a humanidade, tudo isso é consequência de uma humanidade que ainda continua aplicando as duas vertentes dos defeitos mais graves que nós possuímos o orgulho e o egoísmo.

Bom, então se nós formos ver, tomando por exemplo a Terra, não desses tantos mundos que nós já falamos anteriormente mas a terra que é o nosso planeta nossa Gaia querida o mundo que habitamos, não é!?

Podemos ver quantos povos estão cerceados na sua liberdade, quanta miséria ainda existe no mundo em detrimento de outros locais onde existe riqueza, onde existe sucesso, onde as pessoas vivem uma vida repleta de facilidades.

Deus seria injusto quando ele dá a alguns o poder, a riqueza!?. Não, ele nos dá a todos igualmente a inteligência e nós usamos o nosso o livre arbítrio para podermos fazer uso dessa inteligência para o bem ou para o mal.

E infelizmente, a humanidade em linhas gerais ainda atrelada a esse egoísmo que nós falamos e esse orgulho, ela ainda destrói, ela ainda trucida, ela ainda tem a capacidade de fazer escolhas péssimas para si próprias quando ainda existe escravidão no nosso planeta, não declarada mas nós sabemos que existe muita.

Ainda existe no nosso planeta uma coisa que não poderia jamais existir que se chama preconceito e nós vivemos ainda o preconceito de credo de raça e sexo, infelizmente nós somos irmãos mas nós não consegumos olhar o outro como irmãos.

Bom então tudo isso é consequência das nossas atitudes, Deus e se nós formos buscar lá na bíblia nós vamos ver que Noé construiu uma arca por que Deus iria mandar uma chuva imensa que duraria 40 dias e só sobrariam aqueles que estivessem na arca animais e a família de Noé.

Claro, nós estamos usando uma linguagem figurada, mas é isso mesmo, a humanidade vai se depurando e aqueles que não conseguirem reencarnar, mas na Terra o aqui permanecer encarnados vão para ordens inferiores. Ajudar o progresso daquele orbe assim como nós também fomos auxiliados no nosso progresso por inteligências maiores do que a nossa enquanto seres primitivos.

Então é assim que se processa, então nós não devemos entender não. Tudo isso o que nós possamos refletir e a reflexão ela é essencial para que nós possamos nos conduzir como seres humanos perfeitos que nós somos.

Porque nós somos a semelhança de Deus e Deus é tão maravilhoso que ele nos enviou Jesus, seu filho dileto, um espírito iluminado que não precisaria mais encarnar na Terra na condição de humanidade.

Porque ele já havia superado tudo isso que nós ainda estamos aqui buscando superar mas ele fez o grande sacrifício de volver a Terra para nos deixar um legado um legado de amor.

Um legado que foi vivenciado por ele em todos os momentos, Jesus não deixou nada escrito mas mais do que isso ele deixou a vivência nos incitando a amar o outro.

Nós nunca tivemos notícias de que Jesus tivesse feito diferenças entre as criaturas humanas, ele acolheu a pecadora de Magdala assim como acolheu também Zaqueu que era detestado não apenas por ser rico mas por cobrar impostos do povo judeu.

Sendo ele próprio um judeu, ele servia à roma, mas Jesus chegou até eles acolheu madalena transformou madalena acolheu o zaqueu que voltou a ser aquele ser que ele era antes de ter se comprometido com o dinheiro.

Então Jesus esta aí nos fazendo um convite perene para que nós possamos amar e o amor é a essência maior da nossa condição de espíritos imortais que somos.

O amor, como diz o apóstolo Paulo, ele cobre a multidão dos pecados então no momento em que nós conseguirmos nos amar verdadeiramente, sem ódios, sem preconceitos, sem ganância, a hora que nós conseguimos ser humildes de coração.

Nós teremos o Cristo em nós nas nossas atitudes, nas nossas vivências e é dessa forma que ele estará presente nas nossas vidas, nos conduzindo juntos ao nosso pai celestial esse pai de amor e de bondade infinitas.

Então, companheiros queridos, mais uma vez vamos aproveitar estes momentos onde nós vemos tantas dissensões políticas, principalmente do nosso país, eu diria.

Tantas mentiras em torno de tantas coisas sérias, onde seres humanos frágeis estão sendo prejudicados pela cobiça humana.

Onde nós ainda estamos engatinhando no nosso processo evolutivo, vamos rever as posturas vamos buscar termos em nós essa condição maior que é rever a nós mesmos para dilatar as coisas boas que nós temos.

Porque todos nós somos bons em essência, usamos o livre arbítrio indevidamente, mas nós podemos retomar a nossa condição maior de filhos de Deus, criados à sua imagem e à sua semelhança.

Deus é luz e nós somos luzes também. Jesus nos disse, vossos deuses e sois luzes e podem fazer tudo o que eu faço muito mais então irmãos queridos.

Vamos nesse momento, nos deixar envolver por essa mensagem cristica de esperança e mais do que tudo, de consolação.

Porque Jesus está no leme do nosso barco ele nos ama infinitamente, tanto é que se imolou para que nós pudéssemos ter vida e vida em abundância.

E é dessa forma que eu convido a todos a uma reflexão, convido a todos a buscarem no Evangelho, não importa religião, qualquer que seja, Mas busquemos a essência do Evangelho.

Que está contida em todas as religiões, mesmas não cristãs e também as filosofias do nosso planeta. Amar o próximo como a si mesmo.

É esse o  convite que eu faço a todos vocês e Jesus nos abençoe a todos nesse momento e que nós possamos ter uma gratidão imensa a esse universo.

A esse pai misericordioso que nós chamamos o grande arquiteto das nossas vidas o grande arquiteto desse cosmos imenso e que ele nos abençoe agora e sempre. Gratidão a todos.